Tratamentos naturais: hipertensão, diabetes, problemas cardiovasculares, câncer.


Há alimentos muito mais poderosos que outros. Chamados de alimentos funcionais, essas dádivas da natureza, além de nutrir, são capazes de prevenir várias doenças não transmissíveis, como hipertensão, diabetes, problemas cardiovasculares e câncer.

Não adianta ingerir todos os dias proteína de soja, por exemplo, com o objetivo de reduzir o colesterol, se suas refeições diárias foren ricas em gorduras saturadas ou trans. Dessa forma, não haverá nenhum efeito ou benefício.

Além disso, o consumidor deve ficar atento à forma de consumo, que deve ser regular e sem exageros, e ao modo de preparo, tentando preservar as substâncias ativas do alimento.

Os vencedores

CEREAIS INTEGRAIS
Quais: aveia, centeio, cevada, quinua.
Componentes ativos: fibras solúveis e insolúveis.
Benefícios: também encontradas em leguminosas, como soja, feijão e ervilha, e em hortaliças com talos e frutas com cascas, essas fibras melhoram o trânsito intestinal, controlam os níveis de glicose no sangue e dão maior saciedade, ajudando a prevenir câncer de intestino e de cólon, diabetes e obesidade. A aveia, em particular, ainda consegue ajudar a reduzir os níveis de colesterol ruim (o LDL) e, por conta disso, recebeu o selo de alimento redutor do risco de doenças cardíacas, pelo FDA, o órgão norte-americano de controle de alimentos e remédios.
Dose mínima recomendada: quatro colheres de sopa por dia.

SOJA E DERIVADOS
Quais: tofu, leite, farinha, proteína
Componentes ativos: isoflavonas e proteína da soja.
Benefícios: a isoflavona é um fito-hormônio com ação estrogênica capaz de amenizar os sintomas da menopausa e prevenir a osteoporose. Também atua como anticancerígeno, contra o câncer de mama e o de cólon. Quanto às proteínas da soja, estas conseguem reduzir os níveis de colesterol, diminuindo os riscos de doenças cardiovasculares.
Dose mínima recomendada: 50 g do grão por dia, o equivalente a duas xícaras de chá.

FRUTAS CÍTRICAS
Quais: laranja, tangerina.
Componentes ativos: flavonóides.
Benefícios: essa substância também está presente na soja, tomate, pimentão, alcachofra, cereja e salsa. É benéfica graças a sua ação vasodilatadora, antiinflamatória, antioxidante e anticâncer.
Dose mínima recomendada: duas frutas com bagaço ou um copo de suco diariamente.

CHÁ VERDE
Componentes ativos: catequinas.
Benefícios: encontradas ainda nas cerejas, framboesas, uva roxa e vinho tinto, as catequinas fortalecem o sistema imunológico, reduzem o colesterol e a incidência de vários tumores malignos, entre eles o de boca, pulmão e mama. Dose mínima recomendada: duas a quatro xícaras por dia.

ALHO
Componentes ativos: sulfetos alílicos.
Benefícios: esses componentes presentes também na cebola reduzem os níveis de colesterol e da pressão arterial, fortalecem o sistema imunológico e reduzem o risco de câncer gástrico.
Dose mínima recomendada: dois dentes, três vezes por semana.

LEITE FERMENTADO OU IOGURTE
Componentes ativos: bifidobactérias e lactobacilos.
Benefícios: favorecem as funções gastrintestinais, renovando a flora intestinal, reduzindo o risco de constipação e do câncer de cólon.
Dose mínima recomendada: um copo por dia.

“SE SOUBERMOS NOS ALIMENTAR BEM, DE FORMA EQUILIBRADA, FAZENDO USO DIÁRIO DESSES ALIMENTOS, PODEREMOS PREVENIR A MAIORIA DOS MALES A MÉDIO E LONGO PRAZOS. QUANDO A DOENÇA JÁ ESTÁ ESTABELECIDA, ESTE TIPO DE ALIMENTAÇÃO DEVE FUNCIONAR COMO COADJUVANTE NO TRATAMENTO, JUNTO COM OS REMÉDIOS”
JOCELEM SALGADO, PRESIDENTE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ALIMENTOS FUNCIONAIS (SBAF)

VEGETAIS CRUCÍFEROS, AMARELOS E FOLHAS VERDES
Quais: brócolis, couve-flor, repolho, alcachofra, couve-de-bruxelas, abóbora, agrião, cenoura, salsa.
Componentes ativos: indóis e isotiocianatos (vegetais crucíferos), luteína (folhas verdes) e betacaroteno (vegetais amarelos).
Benefícios : as substâncias dos vegetais crucíferos são indutoras de enzimas protetoras contra o câncer. Já a luteína das folhas verdes age como antioxidante com ação antidepressiva. Finalmente, o betacaroteno, precursor da vitamina A, previne a degeneração macular, que é uma das importantes causas de cegueira.
Dose mínima recomendada: 1 prato variado por dia.

FRUTAS VERMELHAS E ROXAS
Quais: tomate (bem maduro), uva, amora, framboesa, melancia, goiaba, morango, cereja, mirtilo.
Componentes ativos: licopeno.
Benefícios: a substância fortalece o sistema imunológico, reduz os níveis de colesterol e protege contra alguns tipos de câncer, especialmente o de próstata.
Dose mínima recomendada: o tomate, duas vezes por semana, no molho. As outras frutas, duas unidades com casca ou dois copos de suco por dia.

CASTANHA-DO-PARÁ, NOZES, AMÊNDOAS E PISTACHE
Componentes ativos: gorduras mono e polinsaturadas.
Benefícios : essas gorduras, encontradas também no azeite (mono) e nos peixes (poli), protegem o coração. A castanha do Pará ganhou do FDA o selo de redutora de doenças cardiovasculares. O selênio, também presente nesses alimentos, é um mineral que previne alguns tipos de câncer (de mama e de próstata).
Dose mínima recomendada: três unidades por dia.

PEIXES MARINHOS
Quais: sardinha, atum, salmão, anchova, arenque, bacalhau.
Componentes ativos: ácidos graxos ômega-3.
Benefícios: esta gordura do bem, além de atuar como antiinflamatório, reduz o mau colesterol (LDL), prevenindo males como infarto e derrame. Estudos sugerem uma capacidade de melhorar a depressão e de atuar como protetora natural das células cerebrais, afastando a possibilidade do mal de Alzheimer. Também ajuda na formação do cérebro e da retina dos bebês.
Dose mínima recomendada: duas vezes por semana.

ALIMENTOS FUNCIONAIS INDUSTRIALIZADOS

CUIDADO! Nos supermercados brasileiros, é possível encontrar cada dia mais opções de produtos industrializados com alegações de serem funcionais. Por isso, fique atento aos rótulos.
Muitos desses alimentos não têm quantidades suficientes de nutrientes adicionados para fazer diferença real à saúde. Uma manteiga com fibras, por exemplo, continuará tendo gorduras saturadas em excesso. E isso não traz benefícios.
Todo alimento, para ser funcional, deve ser seguro para consumo sem supervisão médica, não apresentar contra-indicações, nem reações adversas. Sua eficácia e segurança também devem ser asseguradas por estudos científicos.

Além demais, é muito comum encontrar nas prateleiras alimentos funcionais que ainda não têm a devida  aprovação da ANVISA para serem comercializados.

……………………………………………………

Descubra um mundo de Bem Estar.
Produtos naturais para sua saúde,beleza e qualidade de vida:
http://www.vivaplenamente.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s